Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Pastor é morto a facadas enquanto trabalhava como motorista de aplicativo

Publicado

em

Um pastor identificado como Heraldo Carlos de Souza, de 52 anos, morreu quando trabalhava como motorista de aplicativo, em Nova Iguaçu (RJ). O caso aconteceu na noite de quarta-feira (13/10). A informação é do Portal G1.

Heraldo, que também era professor, foi morto a facadas. A principal linha de investigação da delegacia é latrocínio, que é o roubo seguido de morte. A perícia da Polícia Civil esteve no local da tragédia e recolheu a faca usada no crime. Além disso, o carro usado pela vítima e um telefone celular também foram periciados.

A morte de Heraldo Carlos gerou comoção nas redes sociais nesta quinta-feira (14/10). Segundo uma internauta, o pastor era um “pai presente” e um “excelente mestre na Palavra”.

“Que honra foi conhecer o Pastor Heraldo Carlos de Souza, um excelente mestre na Palavra, Pastor, amigo sempre com palavras edificantes, Pai e marido presente. Tive a honra de ser sua aluna de seminário e parceira de negócios. Infelizmente sua vida foi ceifada de forma trágica essa noite. Que o doce Espírito Santo venha consolar seus familiares e amigos nesse momento”, disse a conhecida do homem.

Segundo a família, o enterro do pastor será nesta sexta-feira (15/10), às 15h00, no cemitério Carlos Sampaio, em Austin, em Nova Iguaçu.

É a segunda morte de motoristas de aplicativo registrada no município esta semana. No domingo (10/10), o militar do Exército Flávio Amaral Teixeira, de 29 anos, foi morto a tiros enquanto levava dois passageiros para o bairro Dom Bosco e entrou por engano em uma comunidade.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página