Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Pastor é morto a tiros por se negar a pagar R$ 10 por conserto de energia

Publicado

em

Um pastor evangélico foi morto a tiros após se negar a pagar R$ 10 por um conserto de energia elétrica. O caso aconteceu na cidade de Palmas, no sul do Paraná. Outra pessoa também foi alvejada e morreu, outras quatro pessoas foram baleadas e encaminhadas ao hospital.

Segundo a Polícia Militar, o caso aconteceu entre a noite de sexta-feira (21/01), e a madrugada deste sábado (22/01).

Tudo começou porque os prédios da região possuíam ligação irregular de energia, os chamados “gatos”. Diante disso, o sistema parou de funcionar na igreja onde também fica anexada a casa do pastor.

O pastor da igreja procurou um conhecido para que fizesse o conserto da fiação e que o homem pediu o valor de R$ 10 pelo serviço, sendo que o pastor disse que não pagaria o valor.

Diante da negativa, houve uma discursão entre os envolvidos e outras pessoas que intervieram no acontecimento. Segundo testemunhas, o homem que prestaria o serviço aos pastor saiu e voltou, em seguida, com dois irmãos.

Segundo a Polícia Militar, eles atiraram contra o pastor e outras pessoas, que estavam na frente da igreja. Quatro pessoas com idade entre 21 a 32 anos foram baleadas. Uma delas, de 25 anos, morreu no local.

DE MADRUGADA

O suspeito de atirar contra o grupo também foi baleado, com um tiro no abdômen. Ele foi socorrido e recebeu voz de prisão no hospital.

Já de madrugada, quatro pessoas encapuzadas chegaram na casa do pastor. O religioso saiu para verificar o que estava acontecendo e foi morto com mais de 10 tiros. Diante disso, pessoas da comunidade se revoltaram contra os suspeitos de matar o pastor e incendiaram a casa de um deles.

A Polícia Civil está investigando o caso.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página