in

Pastor e filho morrem de Covid-19 em intervalo de 11 dias, após falta de UTI

Publicidade

O pastor Ciriaco de Almeida, de 83 anos, e seu filho Clarindo Gonçalo, de 62, morreram em decorrência da Covid-19, causada pelo novo Coronavírus, em um intervalo de 11 dias.

O pastor Ciriaco apresentou saturação baixa, mas não conseguia vaga de leito de UTI com respirador, e quando conseguiu já era tarde. Ele ainda passou 4 dias entubado, mas não resistiu e morreu. Seu filho Clarindo contraiu a Covid-19 após passar dias lutando para que o pai conseguisse uma vaga de UTI, e morreu 11 dias depois dele.

Residentes de Cuiabá (MT), os dois deixam um vácuo na família Almeida, que lamenta a perda dos dois em um intervalo tão curto de tempo.

Inácio, filho do pastor Ciriaco e irmão de Clarindo, diz que se sente impotente diante da doença, e lamenta o fato dele e de mais 3 irmãos, estarem isolados por também terem contraído a Covid-19.

PUBLICIDADE

“É algo inexplicável, porque são duas pessoas que eram o esteio da nossa família e acabamos perdendo. Mas somos uma família muito unida e um está dando força para o outro e vamos superar tudo isso. Nos sentimos impotente diante dessa pandemia. Muitas coisas acontecendo, duas perdas e nós aqui sem poder fazer nada, pois estamos enfrentando a mesma doença”, disse.

Até às 13h desta quarta-feira (24/06), o consórcio de veículos de imprensa formado pelo Grupo Globo, Estadão e Folha/UOL, anunciou o número de 1.157.451 pessoas infectadas em todos os estados e no DF, com 52.951 mortes em todas as regiões do país pela Covid-19.

Publicidade

Flordelis nega que ia à casa de swing: ‘Infelizmente não é verdade’

Nuvem de gafanhotos desvia do Brasil e deve seguir para Uruguai