Pastor Hernandes diz que igreja do Brasil ‘precisa de uma nova reforma’

O pastor Hernandes Dias Lopes disse que a igreja protestante no Brasil “precisa de uma nova reforma”.

Pastor Hernandes Dias Lopes.
Pastor Hernandes Dias Lopes.

A declaração foi dada durante um evento em comemoração pelo aniversário da Reforma Protestante, no Rio de Janeiro.

Com base em Atos 1:08, o pastor iniciou sua pregação afirmando que o citado versículo apresenta uma projeção para a Igreja atual, a partir daquela época.

O pastor trouxe detalhadamente uma sequência de atos, indicando que foram escritos na ordem em que aconteceram, e abrindo uma discussão sobre a continuidade do livro para os dias de hoje.

“Nos capítulos 27 e 28 há a viagem de Paulo a Roma, o naufrágio que ele enfrenta, a sua temporada na ilha de Malta e sua chegada a Roma, não como sonhara chegar, mas preso e algemado, de onde ele escreve suas cartas aos Efésios, Colossenses, Filipenses e Filemon. Atos termina sem conclusão, porque a história da Igreja continua e nós estamos escrevendo, quem sabe, o capítulo 29 de Atos, porque o Espírito de Deus está agindo na igreja, para que ela alcance até os confins da terra”, afirmou.

O pastor, então, chama a atenção dos fieis para que a igreja não venha cometer os mesmos erros do passado, precisando estar atenta aos desafios dos dias atuais.

“O que é dramático, irmãos, é que o liberalismo também chegou ao Brasil. Há denominações inteiras que já se capitularam à sedução mortal do liberalismo. Nós precisamos de uma nova Reforma”, aponta.

De forma específica para o Brasil, Hernandes Dias Lopes afirma que é necessário desvincular a igreja do sincretismo e misticismo os quais as denominações estão implantando.

“Em segundo lugar, nós precisamos de uma nova Reforma, porque a Igreja brasileira se tornou uma igreja sincrética, mística, a igreja do sal grosso, do óleo, do copo d’água em cima do rádio, da toalha suada, das mandingas em nome de Deus”, alertou. “Precisamos voltar para Palavra de Deus, para as Escrituras, precisamos de novos Luteros, de novos Calvinos, de alguém que esteja disposto a dizer a verdade, ainda com toda a hostilidade do mundo”, finalizou. Assista na íntegra abaixo: