Pastor evangélico é morto a tiros pelo próprio filho em briga de família

O pastor Cecilio Ortiz, de 52 anos, que liderava a igreja Lord’s Vineyard Fellowship, no Colorado (EUA), foi assassinado a tiros na manhã do último domingo (6), pelo seu próprio filho.

A tragédia aconteceu durante uma briga de família, na casa do pastor em Pueblo, Colorado.

O filho do pastor, Malachi Ortiz, de 23 anos, que efetuou os disparos contra o pai, está preso preventivamente. A esposa do pastor, Roseen Ortiz, defende que o filho não teve a intenção de matar o marido, e que o jovem estava embriagado no momento da briga.

À Fox News, a mulher relatou que presenciou o momento da discussão entre o pastor e o filho.

“Eu estava na cozinha quando ouvi um tiro, e quando entrei na sala, eles estavam brigando com a arma de fogo”, disse ela.

Ela também relatou sobre a personalidade do marido morto, e ressaltou seu espírito de amor e compreensão para com todos.

“Ele era amado por muitos, vai ser muito difícil viver sem ele. Ele era um homem que mimava todos nós. Quero dizer, se você acordasse às 2 horas da manhã e queria um sorvete, ele pulava e corria e saía para comprar um sorvete, era quem ele era”, descreveu.

A viúva disse não saber o motivo da briga entre o marido e o filho, e a polícia local investiga a motivação do assassinato.