Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Pastor apoiador de Lula já foi preso com droga e arma de fogo

Publicado

em

Pastor Paulo Marcelo ao lado do ex-presidente Lula - Foto: Instituto Lula/ PT

O pastor Paulo Marcelo Schallenberger, de 46 anos, tem aparecido constantemente nas redes sociais e na imprensa por ser religioso e ao mesmo tempo apoiar o ex-presidente Lula. Mas, o que muitos ainda não sabem é que o religioso já foi preso pela polícia.

A prisão ocorreu em 16 de julho de 2014, na cidade de Foz do Iguaçu, na Região Oeste do Paraná. Ele portava uma arma de fogo, munições e uma substância que seria cocaína.

Na época, a Polícia Civil, em cumprimento a um mandado de busca e apreensão, se dirigiu até a casa do pastor. Na residência, encontraram uma pistola calibre 380 com dois carregadores e 45 cartuchos intactos. Além disso, os militares civis encontraram um pequeno pacote com uma substância que, segundo eles, era “análoga à cocaína”.

A busca havia sido motivada por uma denúncia feita em uma delegacia da cidade, no dia 7 de julho de 2014, em que um homem disse que o pastor o teria ameaçado de morte. Segundo o boletim de ocorrência, o homem teria ido até a casa de Paulo para cobrar uma dívida e teria sido ameaçado pelo religioso com um revólver.

Paulo recebeu voz de prisão naquele 16 de julho de 2014 pelo crime de posse irregular de arma de fogo de uso permitido. No entanto, Marcelo Schallenberger pagou fiança e foi liberado.

APOIO A LULA

Paulo Marcelo decidiu atuar na campanha presidencial de Lula. Em março, ele será um dos convidados do podcast do PT voltado para o público evangélico.

O podcast e o programa de entrevistas são uma tentativa do PT para atrair o público que representa 30% do eleitorado, e assim, conseguir votos preciosos para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do partido à disputa das eleições deste ano.

É neste momento que entrará Paulo Marcelo. O pastor será um dos principais debatedores nos primeiros episódios. Os programas irão ao ar pela TVPT, canal do Partido dos Trabalhadores no YouTube e nas redes sociais.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página