Pastora é acusada em culto evangélico de furtar celular e é obrigada a devolver

Uma pastora evangélica da igreja Deus é Amor acabou passando uma grande vergonha durante um culto. Um homem entrou no templo afirmando que ela teria furtado um celular na loja em que ele trabalha.

Pastora é envergonhada em culto evangélico após furto de celular.
Pastora é envergonhada em culto evangélico após furto de celular.

A pastora foi contestada na frente de vários fieis que acompanhavam o culto. O homem mostra para ela um vídeo de câmeras de segurança, em que ela aparece supostamente surrupiando o aparelho celular de outra cliente em uma loja.

“O que a senhora tem a dizer sobre isso?”, questiona o homem enquanto mostrava o vídeo da ação delituosa à pastora. “É um celular”, disse ela, arrancando vários “Glória a Deus” do denunciante, em tom irônico.

A religiosa desce do púlpito e vai até seu carro, pega o celular e devolve para a dona, que acompanhou toda a operação na igreja.

A pastora então pede para se explicar, enquanto é filmada: “Eu tava comprando um creme, e peguei o celular pensando que era o meu, juro por Deus”, diz ela, enquanto é contestada pelos populares: “O seu celular não é rosa como o dela”.

A pastora parecia estar nervosa, e não soube explicar porquê continuou com o celular, mesmo após ter constatado que não se tratava de seu aparelho, e o motivo dela não ter devolvido à loja.

Assista abaixo o vídeo que está circulando em diversas redes sociais: