Pastora diz que sexo foi criado por Deus: ‘Senão mulher não teria clitóris’

Uma pastora evangélica chamou a atenção na última Expocristã, realizada no último mês no Anhembi, em São Paulo (SP), pelos conselhos que dá em suas palestras, voltadas a casais cristãos.

Pastora dá palestras sobre sexualidade para evangélicas.
Pastora dá palestras sobre sexualidade para evangélicas.

Em um stand mais reservado, cerca de 200 pessoas acompanharam a palestra dada por Aryanne Marques, de 33 anos, no último dia 18 de outubro.

“Sexo é o vínculo afetivo mais precioso que Deus deixou na Bíblia para homem e mulher casados”, afirmou a pastora, enquanto projetava um diagrama do aparelho reprodutor feminino numa tela, destacando o clitóris.

Entre suas dicas, aconselhou as mulheres a “esquentarem” a vulva antes de terem relações com o marido, para facilitar a penetração.

“Porque o homem já chega querendo colocar o carro na garagem, mas sem estímulo é igual a descer tobogã sem água. A gente queima os cotovelos tudo.”, comparou.

A pastora é formada em sexologia clínica com especialização em teologia, e começou a se dedicar ao tema há cerca de dez anos: “Comecei a estudar sexualidade escondido da igreja”, diz ela.

Membro da igreja Comunidade das Nações, de Taguatinga (DF), Aryanne lembra que o propósito inicial era ajudar a si mesma: “Nos primeiros 4 ou 5 anos eu lia livros sobre sexo, fazia cursos, mas minha intenção era salvar o meu casamento, cuidar da minha sexualidade, que era mal resolvida”, afirma.

Ela vê com preocupação os tabus que existem dentro da igreja evangélica a cerca do assunto, e conta como suas palestras ajudam até a prevenir e tratar doenças.

“Muitas pessoas, e em especial no público cristão, não têm a experiência orgástica. Homens sofrem de disfunções sexuais como ejaculação precoce e, por serem cristãos e religiosos, não buscam ajuda”, diz.

Sobre a máxima “Deus criou o amor e o Diabo o desejo”, ela discorda: “Sexo foi criado por Deus para a vida e o prazer. Senão, a mulher não teria clitóris”, afirma.