Paulo Gustavo responde críticas dos evangélicos após vídeo polêmico

O ator e humorista Paulo Gustavo resolveu se pronunciar sobre um vídeo que publicou em seu Instagram, onde ele diz a um padre fictício que quer casar na igreja com seu marido, e que a Bíblia estaria desatualizada sobre proibir a união de pessoas do mesmo sexo.

Paulo Gustavo com o marido, Thales Bretas.

O vídeo circulou pelas redes sociais e levantou a ira de muitos religiosos, que viram na fala dele um tom desrespeitoso com os evangélicos e católicos. Paulo Gustavo disse que não ofendeu a Deus, e que usou do humor para expressar uma opinião que carrega consigo sobre os gays e a Bíblia.

“Foi a forma que encontrei, através do humor, de fazer uma reflexão sobre como vejo o mundo e determinadas questões. Fiz um vídeo num tom descontraído, divertido e sem ofender ninguém. Isso porque foi ele [Jesus] quem entendeu que todos eram iguais, merecedores do mesmo respeito, do mesmo amor, independentemente de condição, cor ou gênero. Jesus fez revolução justamente por não ser preconceituoso e não concordar com os julgamentos daqueles que condenavam o próximo, o diferente.”, disse.

Paulo Gustavo disse ainda que os seguidores de Jesus deveriam ser mais leves, mais humanos, e que expressando essa raiva por ele, não estariam seguindo os mandamentos de Deus, ressaltando que sua relação com Deus é de proximidade, respeito e gratidão.

“Eu não ofendi a Deus. Quem ofende a Deus são todos que, em nome dele, cometem discriminação e disseminam ódio. Eu só tenho a agradecer a Deus porque Ele sempre foi muito bom comigo, me dando saúde para trabalhar. Vocês acham mesmo que com toda essa raiva, vocês estão seguindo os mandamentos de Deus? Peçam a Deus para ajudar vocês a terem mais empatia, mais humor, mais leveza, e a serem mais humanos.”, finalizou.

Paulo Gustavo é casado com o médico Thales Bretas desde 2015, em uma cerimônia simbólica com sua família.

Tadeu Ribeiro
[email protected]