Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Preço da carne sobe 222% na Argentina, afirma o jornal Clarín

Publicado

em

Segundo noticiou o jornal argentino Clarín, em matéria reproduzida pelo Hora Brasília, a Argentina vem sofrendo com a pesada inflação que assola o país e que já chega à incrível cifra de 100% neste ano.

Uma das maiores vítimas da lista inflacionária está um produto famoso no país: a carne bovina. Conforme levantamento feito pelo Instituto para a Promoção da Carne Bovina Argentina (IPCVA), o produto teve um aumento estratosférico de preço em 222% no mês de abril.

O governo do presidente Alberto Fernández, que costuma adotar políticas econômicas socialistas e anti-liberais, chegou a proibir exportações e importações de carne, como medida para “estimular” os produtores a focarem localmente no país, mas a decisão teve efeito contrário e agravou a crise.

A queda do consumo tem aumentado muito na Argentina, com a maioria da população não podendo mais consumir o produto, que é fonte de ricas proteínas, em razão do seu elevado valor.

Alberto Fernández é apoiador explícito de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), candidato à presidência da república contra Jair Bolsonaro (PL).







+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página