in

As feridas causadas pela própria família são as mais difíceis de sarar

Publicidade

Ninguém gosta de se machucar. Ser ferido por quem amamos é algo muito difícil de lidar, realmente. Apesar de ser algo inevitável nos tempos em que o amor familiar tem se esfriado tanto.

O seio da família é o lugar onde nos sentimos protegidos, amados, amparados, onde nos sentimos em casa.

As pessoas da sua família são as que mais podem te causar danos quando usam o poder da palavra para ate machucar. E isso é decepcionante. Ficar triste com isso é normal, acredite.

“O tempo cura tudo” nem sempre é um ditado certeiro quando o que esperamos que seja curado seja uma ferida causada por alguém que confiamos, alguém que amamos. Por isso, medos e traumas como esses podem durar por toda a vida se não forem tratados com a devida atenção e cuidado.

E esses desconfortos acabam causando transtornos que podem até ser irreversíveis: ataques de pânico, crises de ansiedade, personalidade introvertida, insegurança, dentre outros…

Quantas vezes não fechamos nossos ciclos sociais porque na nossa casa as coisas não andam bem? É muito desgastante forçar na rua uma cara que não se sustenta no lar…

PUBLICIDADE

É por isso que precisamos de um duplo cuidado, que produzirá efeitos de vida e renascimento para quem acha que os sonhos morreram por causa da família, são eles:

Primeiro: saiba que ninguém sabe mais até onde pode chegar do que você. Seus pais podem ajudar, seus irmãos transmitirem confiança, mas o resultado final depende de você! Acredite no que você pode ser, independentemente do que sua tia chata acha, ou que seu avô diz que na época dele funcionava diferente. Concentre-se no que VOCÊ quer.

Segundo: Cuide da sua família. E isso não se resume a bens materiais, somente. O principal legado é o do afeto, e vindo de casa é preciso destacar o apoio, pois espera-se muito de quem se ama. Apoie aqueles que confiam em você e dividem o mesmo ar da sala de jantar.

A família é um dom divino. Que possamos torná-la, cada vez mais, antro de amor e aceitação. Até porque já temos o mundão lá fora para nos julgar, mesmo sabendo que ninguém é perfeito.

Publicidade

Evangélico, Roberto Firmino se emociona ao se batizar ao lado de goleiro Alisson

Cuidado com amizades tóxicas que lhe jogam pra baixo e destroem seus sonhos