Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Relatório das Forças Armadas não exclui possibilidade de fraude, diz Defesa

Publicado

em

Ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira - Foto: Divulgação

O Ministério da Defesa divulgou na manhã desta quinta-feira (10/11), uma nota afirmando que o relatório das Forças Armadas sobre as eleições não exclui a possibilidade de fraude ou inconsistência nas urnas.

“O Ministério da Defesa esclarece que o acurado trabalho da equipe de técnicos militares na fiscalização do sistema eletrônico de votação, embora não tenha apontado, também não excluiu a possibilidade da existência de fraude ou inconsistência nas urnas eletrônicas e no processo eleitoral de 2022”, diz trecho da nota.

“Não é possível assegurar que os programas que foram executados nas urnas eletrônicas estão livres de inserções maliciosas que alterem o seu funcionamento”, acrescenta.

Segundo o órgão, a nota tem como objetivo, segundo Ministério, “evitar distorções do conteúdo do relatório”. O conteúdo destaca que o relatório indicou “importantes aspectos que demandam esclarecimentos”.

Ainda segundo a nota, o Ministério da Defesa solicitou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), “com urgência”, a realização de uma investigação técnica sobre a compilação do código-fonte e de uma “análise minuciosa” dos códigos que efetivamente foram executados nas urnas eletrônicas.

Em nota, o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, afirmou que o relatório foi recebido com “satisfação” e disse que a análise das Forças Armadas é mais um indício da inexistência de fraude no processo eleitoral.

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página