Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Rússia x Ucrânia: Ao menos 90 pessoas morrem após ataque russo

Publicado

em

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou nesta quinta-feira (24/02), uma operação militar no leste da Ucrânia, e explosões foram vistas e ouvidas em Kharkiv e na capital, Kiev. Em seu discurso, Putin fez ameaças e disse que quem tentar interferir sofrerá consequências nunca vistas.

“Quem tentar interferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na história”, disse o presidente russo.

Os militares ucranianos estariam tentando reagir. Unidades de guarda de fronteira e postos de controle estariam sob ataque nas regiões ucranianas de Luhansk, Sumy, Kharkiv, Chernihiv e Zhytomyr.

Rússia lança ataque à Ucrânia – Foto: Divulgação

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um anúncio logo após o comunicado do presidente russo de que faria uma operação militar na Ucrânia. Biden condenando a ação.

“O presidente Putin escolheu uma guerra premeditada que trará uma perda catastrófica de vidas e sofrimento humano. A Rússia sozinha é responsável pela morte e destruição que este ataque trará, e os Estados Unidos e seus aliados e parceiros responderão de forma unida e decisiva. O mundo responsabilizará a Rússia”, disse Biden.

Ao menos quarenta pessoas morreram após o avanço das tropas russas, informaram a Polícia Nacional e o Serviço de Guarda de Fronteiras.

Segundo o levantamento dos órgãos ucranianos, ao menos cinquenta combatentes russos também foram mortos na região de Luhansk. Entre os ucranianos, já há ao menos 40 pessoas mortas e nove ficaram feridas, até o fechamento desta matéria.

Além disso, segundo o site CBS News, a Polícia Nacional informou que há mais de 19 pessoas desaparecidas, após os ataques.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, também colocou as armas do governo à disposição dos cidadãos que desejarem ajudar na defesa do território ucraniano e pediu à população que ajude na doação de sangue.

Após o início dos ataques ao país, vídeos e fotos foram divulgados nas redes sociais. Veja abaixo:













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página