Conecte-se conosco

Gospel

Sarah Farias se revolta com a Balenciaga e corta camisa da grife espanhola

Publicado

em

Balenciaga: grife já se desculpou por anúncios com crianças e ursinhos 'fetichistas'

A cantora gospel Sarah Farias, assim como milhões de pessoas ao redor do mundo, se revoltou com uma campanha da Balenciaga, que está sendo acusada de apologia a abuso infantil.

Nas redes sociais, Sarah publicou um vídeo em resposta à campanha. A artista gospel aparece cortando uma vestimenta da marca. Na imagem, Sarah pega uma tesoura e corta a camisa enquanto envia um recado a Balenciaga.

“Financiou ou propagou sexualização infantil a gente nem dá, nem joga, a gente corta”, disse a cantora da gravadora gospel MK Music.

A Balenciaga é considerada uma das marcas mais valiosas na moda e seus produtos de luxo são queridinhos de celebridades e influenciadores.

A grife, que é espanhola, foi bastante criticada pela campanha, após uma série de fotos que mostrava crianças modelos posando com bolsas da marca em formato de ursinhos de pelúcia com roupas usadas em práticas sadomasoquistas.

A polêmica ficou ainda maior quando um usuário do Twitter encontrou em uma das fotos da campanha um trecho de uma ação judicial na Suprema Corte dos EUA de 2008, no caso United States v. Williams, que tratava da venda de material de pornografia infantil.

Publicidade

Assista:

+ Acessadas da Semana