Silas Malafaia pede demissão de secretário que revelou projeto de tributar dízimos

O pastor Silas Malafaia reagiu à fala do secretário da Previdência Social, Marcos Cintra, sobre a intenção do governo de taxar dízimos das igrejas.

Pastor Silas Malafaia critica fala do secretário da previdência.
Pastor Silas Malafaia critica fala do secretário da previdência.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Marcos Cintra afirmou que o governo estuda uma forma de criar um tributo que acabe incidindo “sobre tudo”, inclusive sobre os rendimentos das instituições religiosas.

Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, criticou a declaração de Cintra, devido a ameaça que a proposta representa para os rendimentos dos grandes líderes evangélicos, inclusive ele.

“Quem contribui com essas entidades por livre e espontânea vontade já foi tributado. Não se tributa doações. Senhor Marcos Cintra, pendura uma melancia no seu pescoço. Fica botando o presidente em saia justa. Sabe muito bem que isso não é possível e quer fazer graça.”

O presidente Jair Bolsonaro negou ontem mesmo que a tributação às igrejas seja verídica, e afirmou que foi surpreendido pela fala do secretário.

Silas Malafaia encerrou sua fala pedindo que Bolsonaro demita Marcos Cintra. O presidente, no entanto, nada afirmou sobre a continuidade do secretário no governo.

“Vamos deixar de palhaçada! De pensamento tupiniquim! Fica aqui o meu protesto! Presidente, demite esse incompetente que quer aparecer e trazer dificuldade para o seu governo.”, pediu Malafaia. Assista abaixo: