Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Universidade Federal oferta curso “Reino de Deus” e gera discussão na web

Publicado

em

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRG) está ofertando um curso de extensão bastante polêmico e que tem causado discussão na web. Trata-se de “A Construção do Reino de Deus”, com 220 vagas disponíveis.

“A Construção do Reino de Deus”, que está com as inscrições abertas no Departamento de Medicina Clínica da UFRN, será ministrada pelo professor de medicina Francisco das Chagas Rodrigues, que também ministra a disciplina opcional ‘Medicina, Saúde e Espiritualidade’, e se considera um “espiritualista cristão”.

Muitos alunos e internautas questionaram o fato de o Estado ser “laico”, mas que a Universidade estar oferecendo a disciplina de cunho religioso. “Num curso de Teologia, eu já teria achado precária a justificativa (da disciplina), mas em um curso de medicina?”, questionou um aluno.

O curso é oferecido a alunos e, também, para não-alunos que se interessarem. A descrição afirma que a turma comporta até 220 alunos e que a disciplina é auto-financiada pelos responsáveis, ou seja, não utiliza dinheiro público. Foi o terceiro curso, desde 2019, que trata do “reino de Deus” como um dos temas.

De acordo com o resumo da ação de extensão, a UFRN “tem a vocação institucional da busca do conhecimento em qualquer vertente”. Além disso define que “Um dos conhecimentos mais significativos para a humanidade, foi aquele trazido por Jesus, que se dizia filho de Deus e comprovava isso com a produção de fenômenos que estavam acima da capacidade humana do seu tempo e até os dias atuais, conforme relatos aceitos majoritariamente pela maioria das pessoas que é informada”.

“Ele explicava que veio ao mundo a pedido do Pai (Deus), assumir a personalidade do Cristo (Messias, Salvador) para ensinar a humanidade sobre o Amor, e a partir daí construir a família universal que seria a base para a construção do Reino de Deus, uma sociedade civil harmônica e sintonizada com a vontade de Deus. A importância de sua vida foi importante, a humanidade reconhece, pois dividiu o calendário em antes e depois do seu nascimento, nos fatos pré e pós Cristo”, diz outro trecho.

Em nota ao portal UOL, a UFRN alegou que o curso atenderia ao “pluralismo de ideias”:

“1. A Constituição Federal, no seu artigo 206, estabelece que o ensino será ministrado com base nos princípios da ‘liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber”, além do “pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas’.

2. O evento foi aprovado pelo Departamento de Medicina Clínica (DMC) do Centro de Ciências da Saúde (CCS) e está inserido no contexto da disciplina optativa ‘Medicina, Saúde e Espiritualidade’”.

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe um Comentário













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página