Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Vídeo: Pregador alega perseguição após ser atingido por spray de PM em discussão com umbandista

Publicado

em

Um vídeo viral nas redes sociais capturou um confronto religioso em Florianópolis, onde um pregador cristão, identificado como Ederson, alega ter sido alvo de perseguição religiosa após ser atingido por spray de pimenta pela polícia militar. O incidente ocorreu durante uma discussão com uma mulher umbandista, que tentava converter pessoas para sua religião em uma praça pública.

Segundo relatos, Ederson discordou das atividades da mulher, afirmando que não eram “de Deus”. A situação escalou quando a mulher chamou a polícia e Ederson começou a gravar um vídeo para documentar a suposta perseguição religiosa.

Testemunhas expressaram opiniões divergentes sobre o ocorrido. Enquanto uma testemunha defendeu o pregador, alegando que ele nunca perturbou o sossego público, outra criticou a ação policial, questionando a necessidade de intervenção em casos semelhantes.

De acordo com informações, Ederson possuía autorização para realizar seu trabalho missionário nas ruas, apenas com sua voz, sem caixa de som. Apesar de apresentar documentação que comprovava a legalidade de seu trabalho, ele foi atingido pelo spray de pimenta pela polícia militar.

A Polícia Militar de Santa Catarina emitiu uma nota esclarecendo o ocorrido. Segundo o comunicado, a guarnição foi acionada para atender uma ocorrência de injúria religiosa e encontrou um atrito verbal entre o pregador e a mulher umbandista. A polícia afirmou que o pregador estava alterado e realizando injúrias contra a mulher, e que o uso do spray de pimenta foi para acalmá-lo e cessar as agressões verbais. A ocorrência foi registrada na delegacia da Polícia Civil por injúria religiosa. Leia a nota na íntegra:

NOTA – PMSC
A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), através do 4° Batalhão de Polícia Militar (BPM), vem esclarecer que:
– No dia 06 de fevereiro, terça-feira, policiais do 4° BPM foram acionados para atender ocorrência de Injuria Religiosa em frente ao Terminal Central (Ticen), no Centro de Florianópolis.
– Chegando ao local a guarnição encontrou um atrito verbal entre um homem, que fazia pregação religiosa no local e uma mulher, que passava pela localidade.
– O homem se encontrava muito alterado e com falas desconexas, realizando diversas injúrias contra a mulher, que se disse como candomblecista. No local a guarnição identificou que o homem já tinha um histórico de problemas da mesma origem no local e que populares que testemunhavam o fato relataram que ele sofre de transtornos psicológicos.
– Diante dos fatos, a guarnição pediu ao homem para que tivesse calma para a resolução do problema, o que não ocorreu.
– Assim sendo, cabe ressaltar que o vídeo que circula na internet está editado e o ato do policial ao espirrar o spray no homem foi para acalmá-lo e cessar as injustas agressões verbais.
– Para finalizar, a devida ocorrência foi registrada na delegacia da Polícia Civil, por injúria religiosa. O homem não foi preso e responderá de acordo com as investigações devidas da ocorrência.
Centro de Comunicação Social
Polícia Militar de Santa Catarina.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR!

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página