Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Visando atrair os evangélicos, Lula diz que assistiu cultos na cadeia

Publicado

em

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a acenar para o público cristão, visando a eleição do ano que vem. Durante um encontro com lideranças protestantes neste final de semana, o petista soltou uma afirmação que foi bastante comentada na internet.

Lula afirmou que passou “boa parte” de seu tempo preso em Curitiba assistindo a cultos e outras celebrações religiosas. Lula permaneceu preso por 580 dias. A informação é da Revista VEJA.

Vale lembrar que Lula assim que saiu da prisão foi visitar o Papa Francisco, no Vaticano, e o Conselho Mundial de Igrejas, na Holanda, porque segundo ele, “nutria a ideia de criar uma luta mundial contra a desigualdade”.

“O que nós provamos foi que o Brasil tem jeito, a religião pode ser feita com muita verdade e ninguém precisa utilizar da boa-fé dos outros, porque a fé é uma coisa sagrada. Tenho fé em Deus que a gente pode consertar esse país”, disse Lula.

“Podemos fazer a economia voltar a crescer, voltar a gerar emprego formal, cuidar do meio ambiente. Não podemos perder a fé do povo”, disse o ex-presidente.

Não é de hoje que o Partido dos Trabalhadores (PT) juntamente com Lula tenta reaproximar ainda mais do público evangélico, desde que Jair Bolsonaro se sagrou Presidente da República do Brasil, nas eleições de 2018. O investimento para conquistar os cristãos será grande, ainda mais que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi liberto das condenações pelo STF, além de recuperar seus direitos políticos.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página