Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Xuxa pede cassação de Damares Alves por relatar crimes em Marajó

Publicado

em

Xuxa Meneghel e Damares Alves - Foto: Reprodução

Após ter relatado casos de tráfico humano que envolvem crianças e bebês na Ilha de Marajó, no estado do Pará, Damares Alves, senadora eleita pelo Distrito Federal, é alvo de uma petição com quase 500 mil assinaturas pedindo a cassação do mandato dela.

Uma das apoiadoras do abaixo-assinado é a apresentadora Xuxa Meneghel, que compartilhou o link pelo Instagram, na última terça-feira (11/10). Além de Xuxa, outros famosos como a atriz Patricia Pillar e os jornalistas Xico Sá e Marcelo Tas também compartilharam o link da petição.

Desde que trouxe à tona o caso, Damares vem sofrendo uma onda de ataques nas redes sociais. O documento, na qual Xuxa compartilhou, pede a cassação da ex-ministra do governo Bolsonaro por suspeita de prevaricação por declarar ter conhecimento de abusos contra crianças e não ter feito nada em relação aos supostos crimes.

A descrição da petição destaca a denúncia feita por Damares, no último dia 8, em uma igreja da Assembleia de Deus Ministério Fama, em Goiânia.

Damares diz ter descoberto que “crianças brasileiras, de três, quatro anos, que quando cruzam as fronteiras sequestradas, os seus dentinhos são arrancados, para elas não morderem no sexo oral” e que só “comem comida pastosa para o intestino ficar livre na hora do sexo [email protected]”.

Na última segunda-feira (10/10), o MPF-PA (Ministério Público Federal do Pará) enviou um ofício ao Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos pedindo informações sobre os supostos casos.

O Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos emitiu nota à imprensa para confirmar que existem inquéritos instaurados para investigar os casos citados pela ex-ministra.

De acordo com a nota, o ministério “esclarece que as afirmações feitas pela ex-ministra Damares Alves foram apresentadas com base em numerosos inquéritos já instaurados que dão conta de uma série de fatos gravíssimos praticados contra crianças e adolescentes”.

O pedido tem causado indignação, já que os artistas se revoltaram pelo fato de Damares ter relatado os crimes em uma igreja, enfatizando que a mesma prevaricou. No entanto, sequer mostraram preocupação com as vítimas, ou mostraram interesse em condenar os crimes.







+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página