in

Yvelise de Oliveira rompe com Flordelis e diz à polícia que ela é ‘perigosa’

Yvelise de Oliveira, proprietária da MK Music, rompeu com a cantora gospel e deputada Flordelis (PSD), e disse em depoimento à polícia que ela é uma pessoa “dissimulada e perigosa”.

Publicidade

As informações foram prestadas em um inquérito que investiga o assassinato do pastor Anderson do Carmo, esposo de Flordelis, que foi executado em casa, no dia 16 de junho de 2019.

Yvelise de Oliveira foi chamada para depor após a Polícia Civil descobrir que uma linha telefônica foi habilitada no celular do pastor Anderson em nome da dona da MK Music, às 10h56 do dia 16 de junho, cerca de sete horas após o crime.

Os dados apresentados por operadoras de telefonia apontam também que o celular do pastor morto utilizou a rede de Wi-Fi da casa de Arolde e Yvelise de Oliveira no mesmo horário. O celular não foi encontrado pelos investigadores até o momento.

Segundo Yvelise contou no depoimento, prestado em 11 de fevereiro e divulgado agora pelo jornal Extra, a esposa de Arolde de Oliveira ligou para Flordelis para prestar condolências, mas o número salvo na agenda telefônica era o do pastor Anderson do Carmo, com o nome da cantora gospel.

PUBLICIDADE

Após dizer que considerava Flordelis uma pessoa “dissimulada e perigosa”, Yvelise afirmou também que a artista gospel seria capaz de armar uma situação “desse tipo”, sem identificar especificamente o crime em si.

Proprietária da MK Music, gravadora de Flordelis, Yvelise disse que proibiu a execução das músicas gospel da artista em sua rádio, a 93 FM, para que não houvesse baixa na audiência. E que notou em algumas situações que Flordelis se comportava de maneiras diferentes na vida pessoal e pública.

As declarações da esposa do senador Arolde de Oliveira – que inclusive é um dos líderes do partido de Flordelis (PSD) – demonstram que a cantora gospel perdeu importantes aliados na saga que pretende caminhar para provar sua inocência.

Dois filhos de Flordelis já estão presos pelo crime e deverão ir à júri popular em breve, após confessarem o assassinato. Os investigadores, no entanto, ainda tentam desvendar a motivação real do crime, e se Flordelis e outras pessoas, além dos filhos presos, estão envolvidas. Ela nega todas as acusações.

Publicidade

Felipe Simas testa positivo para Coronavírus: “Deus está no controle”

Pastor é curado da Covid-19 após sentir Jesus na UTI: ‘Ele segurou minha mão’