in

Angola fecha mais 4 templos da Igreja Universal no país e total vai a 11

O Poder Judiciário da Angola determinou o fechamento no país de 4 templos da Igreja Universal do Reino de Deus no último fim de semana, por suspeitas de associação criminosa, lavagem de dinheiro e fraude fiscal.

Publicidade

Em agosto deste ano, sete templos já haviam sido fechados na capital. Com os dessa semana, o total vai a 11 unidades lacradas pelas autoridades angolanas.

Segundo a agência Lusa, a polícia planeja conseguir fechar todos os templos da denominação no país: “Por despacho do Ministério Público, todos os templos da IURD em território nacional estão apreendidos e serão fechados, mas o processo de fechamento está sendo feito de forma gradual”, afirmou uma fonte anônima.

A Igreja Universal possui 211 templos apenas na capital da Angola, Luanda. As unidades fechadas nesse fim de semana foram as de Samba, KM 30, Kilamba e Estalagem.

PUBLICIDADE

Os problemas da Igreja Universal na Angola começaram após cerca de 300 pastores decidirem se desligar da liderança brasileira da denominação, e se declararem independentes. Eles alegam que a Universal trata os pastores angolanos com preconceito em relação aos brasileiros, e que não é igualitária na repartição de salários e vantagens, inclusive com violações às esferas pessoais dos pastores.

A Igreja Universal, em operação encabeçada pelo Bispo Honorilton Gonçalves, tenta controlar a situação, que fica mais caótica a cada semana que passa.

Por meio de nota, a Igreja Universal afirmou que na operação desse fim de semana a polícia da Angola agiu “de forma truculenta e excessiva, cerceando os membros e fiéis que, na ocasião, estavam exercendo seu direito de liberdade de culto”, e que não tinha nenhum mandado ou determinação que impedisse a realização dos cultos nos locais que foram fechados.

Publicidade

Homem que dizia ser reencarnação de Jesus Cristo é preso na Rússia

Pastor agride mulher em culto por ela ser divorciada e foge em seguida