Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Arma do pastor Milton Ribeiro dispara acidentalmente e estilhaços atingem funcionária

Publicado

em

Ex-ministro da Educação do Governo de Jair Bolsonaro Milton Ribeiro - Foto: Reprodução

A arma do ex-ministro da Educação do Governo de Jair Bolsonaro, Milton Ribeiro, disparou, acidentalmente, durante a tarde desta segunda-feira (25/04), no balcão da companhia aérea Latam, no Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília. Ele embarcaria em um voo com partida às 19h50 para São Paulo.

Uma funcionária da Gol, que estava em um guichê vizinho, foi atingida por estilhaços, mas sem gravidade, segundo a companhia aérea. “Ela está super bem. Não houve qualquer ferimento grave, ela foi atingida por estilhaços. Nós estamos dando todo o suporte para a colaboradora”, informou em nota.

Após o episódio, Ribeiro, que é pastor da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração de Santos (SP), foi levado à Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal para prestar esclarecimentos e disse que houve um acidente ao se dirigir ao embarque.

À PF, Milton Ribeiro disse que o disparo acidental ocorreu no momento em que foi separar a arma do carregador, dentro da pasta de documentos que ele carregava. De acordo com ele, como havia feito o “despacho de arma de fogo” pela internet, chegou ao balcão da companhia aérea por volta das 17h e, que, ao abrir sua pasta de documentos, pegou a arma para separá-la do carregador “dentro da própria pasta, momento em que ocorreu o disparo acidental”.

“Como havia outros objetos dentro da pasta, o local ficou pequeno para manusear a arma”, disse o ex-ministro, em depoimento à Polícia Federal. “Com medo de expor sua arma de fogo publicamente no balcão, tentou desmuniciá-la dentro da pasta, ocasião em que ocorreu o disparo acidental”, diz trecho do depoimento.

“O projétil atravessou o coldre e sua pasta e se espalhou pelo chão”, diz o depoimento.

Milton Ribeiro foi 2º tenente do Exército há muitos anos, mas não seguiu carreira. Por essa razão ele possui porte de arma. No final de março, Milton anunciou sua demissão do Ministério da Educação depois de vir à tona um suposto favorecimento de pastores na distribuição de verbas do Ministério da Educação (MEC).

  • RECEBA NOTÍCIAS DO PORTAL DO TRONO DIRETAMENTE DO WHATSAPP!
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe um Comentário

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página