Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Bolsonaro tenta se afastar de vice-líder pego com dinheiro na cueca: ‘Nada a ver’

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que a operação da Polícia Federal que encontrou dinheiro entre as nádegas do senador Chico Rodriges (DEM-RR), vice-líder do governo no Senado, não tem relação com o seu governo e é prova de que não há proteção de ninguém. Segundo o presidente, a operação é um “é fator de orgulho” para o governo. As informações são do jornal O Globo.

“Lamento o desvio de recurso, seria bom que não houvesse, porque, afinal de contas, quando você desvia dinheiro da saúde, inocentes morrem, então a operação de ontem é fator de orgulho para o meu governo”, disse a apoiadores no Palácio da Alvorada.

Ele acrescentou que o seu governo é composto pelos ministros, presidentes de estatais e dos bancos públicos e que, em dois anos, não houve casos de corrupção.

No fim da manhã, em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), a Presidência dispensou Rodrigues do cargo, após o senador entregar o posto.

“Alguns acham que toda a corrupção tem a ver com o governo. Não [tem]. Nós destinamos dezenas de bilhões de reais para estados e municípios, tem as emendas parlamentares também, e, de vez em quando, não é muito raro, a pessoa faz uma malversação desse recurso. Agora, a CGU ta de olho, a nossa Polícia Federal tá de olho”, disse, acrescentando:

“Se um vereador faz algo de errado, eu não tenho nada a ver com isso. Ou melhor, eu tenho para ir para cima dele, com a Polícia Federal se for o caso, com o apoio da CGU, é isso que nós fazemos”, afirmou.

O presidente afirmou que a operação contou com o apoio da Controladoria-Geral da União (CGU), do ministro Wagner Rosário, o que comprova que o governo está atuando contra a corrupção.

“Nós estamos combatendo a corrupção, não interessa quem seja a pessoa suspeita”, disse.

Questionado por um apoiador se poderia gravar um vídeo com ele, Bolsonaro, que tem evitado fazer gravações devido às eleições, pediu que o homem não criasse “problema” para ele.

“Não me dá problema, pessoal, por favor. Já tenho problema para caramba para resolver que não são meus”, comentou.

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe um Comentário







+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página