in

Brasil desacelera contágio da Covid-19 pela 1ª vez em 4 meses

O Brasil apresentou pela primeira vez, em quatro meses, uma queda no índice de infecção pela Covid-19 em território nacional, segundo estudos de acompanhamento da Imperial College, do Reino Unido.

Publicidade

A taxa de contágio atual do Brasil, que indica para quantas pessoas, em média, cada infectado consegue transmitir a doença, foi calculada em 0,98.

Isso quer dizer que, 100 pessoas infectadas conseguem passar a doença para mais 98, que por sua vez infectam mais 96, e assim por diante.

O resultado é bom, porque indica, por hora, que há uma desaceleração do número de infectados por Covid-19 no Brasil, mas está longe de ser o perfeito. E por apresentar uma variação pequena, faz com que a situação do país continue sendo de “estabilidade”, ou seja, nem está caindo consideravelmente, nem subindo.

PUBLICIDADE
Contágio da Covid-19 desacelera no Brasil.
Contágio da Covid-19 desacelera no Brasil.

Além do Brasil, o Chile também apresentou queda na taxa de infecção, marcando 0,85. Já o Equador e a Bolívia, que comemoravam a redução de seus índices, voltaram nesta semana a vê-los acelerar consideravelmente, indo a 1,16 e 1,05, respectivamente. O mesmo que ocorreu em países da União Europeia, como Espanha, Rússia e França.

Até às 13h desta quarta-feira (19/08), o consórcio de veículos de imprensa formado pelo Grupo Globo, Estadão e Folha/UOL, anunciou o número de 3.418.306 pessoas infectadas em todos os estados e no DF, com 110.171 mortes em todas as regiões do país, pela Covid-19.

Publicidade

Pastor vice-líder do Conselho Evangélico da França morre escalando Alpes

Mulheres Evangélicas denunciam clipe gospel de Cassiane ao MP-RJ