Damares Alves: ‘Sou apaixonada por homossexuais, lésbicas e travestis’

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, foi a convidada do programa Na Lata, apresentado por Antônia Fontenelle, nesta última segunda (03).

Damares Alves, ministra da mulher, família e direitos humanos.
Damares Alves, ministra da mulher, família e direitos humanos.

Na ocasião, ela falou sobre seu ponto de vista acerca dos movimentos sociais como dos LGBTs, e afirmou que é contrária ao que chamou de “ideologia de gênero”, mas se disse apaixonada por gays, lésbicas e travestis.

“Há uma diferença entre ideólogos de gênero e os movimentos LGBT. Os ideólogos usaram esses movimentos para implantar sua própria ideologia. Ela vem com a premissa de que que ninguém nasce homem e ninguém nasce mulher, mas sim que isso é uma construção social (…) Essa ideologia que questiono porque ela ainda não está firmada, não tem nenhum respaldo científico (…) E o meu combate é que trouxeram para a infância. A criança não está pronta para discutir uma teoria que não tem respaldo científico ainda. Aí me chamaram de homofóbica, porque eu discutia a ideologia de gênero, mas esqueceram que eu sou apaixonada pelos homossexuais, pelas lésbicas e pelos travestis”, afirmou.

Damares Alves falou ainda sobre as polêmicas envolvendo os desenhos animados. Ela apareceu em vídeos de pregações religiosas sugestionando que animações como Bob Esponja e a Princesa Frozen fossem gays e lésbicas.

“Como educadora eu sempre trabalhei a questão dos desenhos animados. Por exemplo, lá atrás eu estava preocupada com o Tio Patinhas, era um consumo desenfreado. Depois eu me preocupei com o Pica-Pau, a figura era violenta. Eu como educadora questionava. Eu questiono a terceirização dos filhos, dos pais que colocam as bebês como babás (…) Bob Esponja. Há muitas pesquisas falando sobre ele (…) Eu mostrei uma cena específica e disse para os pais questionarem o que os filhos estavam vendo. Com relação a Frozen, eu estava mostrando uma matéria em que a Bela Adormecida volta e dá uma beijo na princesa de Frozen (…) Eu estava orientando pais, aí pegam só um trechinho e não falam a verdade (…) Eu aprendi lá atrás, quando riram a minha história do pé de goiaba, que eu fiz daquilo uma limonada”, afirmou.

Damares Alves, sem dúvidas, é um dos pontos mais criticados do governo Bolsonaro no início do ano, e todos os meses alguém ressuscita alguma mensagem dela com conteúdos duvidosos e sem comprovação.

Ela chegou a retirar verba do programa de apoio e proteção à testemunha de casos complexos e violentos, mas voltou atrás após ser criticada.