in

Ativista quer derrubar estátuas de Jesus branco por ‘propaganda racista’

Publicidade

Shaun King, ativista norte-americano, publicou em seu Twitter que as estátuas que representam imagens de Jesus Cristo são uma “forma de supremacia branca”, por apresentá-lo com pele branca, olhos claros e cabelo liso, e que por isso devem ser destruídas.

O ativista é um dos responsáveis pela organização Real Justice PAC, e também luta por apoio ao movimento antirracista “Black Lives Matter” (“Vidas Pretas Importam”).

A longo das últimas semanas, algumas esculturas de personagens escravagistas e racistas foram derrubadas ou pichadas por manifestantes nos Estados Unidos e em outros países pelo mundo.

Shaun afirmou que as estátuas de Jesus Cristo branco deveriam ser derrubadas também, porque reforçam o racismo estrutural da sociedade: “estátuas do europeu branco que eles alegam ser Jesus também devem ser derrubadas”, disse.

PUBLICIDADE

Pesquisadores já recriaram o rosto de Jesus Cristo, da forma mais fiel possível. Segundo os estudiosos, ele deve ter tido uma pele escura por causa do sol escaldante do Oriente Médio, olhos escuros e cabelo cacheado. Na contramão do “Jesus Europeu”, que é branco, tem olhos azuis e cabelo liso.

“Elas [estátuas brancas de Jesus Cristo] são uma forma de supremacia branca. Sempre foram. Todos os murais e vitrais de Jesus branco, sua mãe europeia e seus amigos brancos também deveriam acabar. Eles são uma forma grosseira de supremacia branca. Criados como ferramentas de opressão. Propaganda racista”, afirmou Shaun.

Publicidade

Rodolfo Abrantes diz que Chorão foi único amigo que respeitou sua fé evangélica

Brasil é o país com mais pacientes curados da Covid-19 no mundo