in

Desembargador é flagrado novamente sem máscara em Santos (SP)

O desembargador Eduardo Siqueira, do Tribunal de Justiça de São Paulo, que foi flagrado semanas atrás descumprindo um decreto municipal de Santos, no litoral Paulista, e que humilhou os guardas civis que o multaram, foi visto novamente descumprindo a norma.

Publicidade

Uma moradora, que preferiu não se identificar, registrou o desembargador caminhando na orla de Santos (SP) sem máscara nesta quarta-feira (05), o que é ilegal.

A mulher que flagrou o descumprimento do decreto municipal pelo desembargador afirmou que ele passou pelo menos 20 minutos andando na faixa de areia da praia, falando no celular e sem usar máscara.

“[Ele] Passou a Rua General Rondon, avistou uma viatura da GCM [Guarda Civil Municipal], deu meia volta e colocou a máscara”, disse ela.

PUBLICIDADE

Procurado pelo G1, o desembargador Eduardo Siqueira disse que não se lembra se era ele mesmo caminhando, mas acredita que não seja. Ele chegou a criticar novamente o trabalho da Guarda Civil Municipal, e classificou como um “desprazer” ver os agentes trabalhando.

“Uma coisa que eu ignoro são essas viaturas da guarda, esses meninos para cima e para baixo. Não dou a menor bola para eles, é um desprazer ver eles estragando, destruindo, poluindo a praia”, afirmou.

O Conselho Nacional de Justiça apura a conduta do magistrado, que já respondeu a mais de 40 processos administrativos anteriormente. Na defesa, ele disse ao CNJ que foi alvo de uma armação, embora tenha reconhecido publicamente que se excedeu e que os guardas agiram de maneira “irrepreensível” na ocasião.

Publicidade

Justin Bieber e esposa se batizam na igreja evangélica Hillsong

Homem fica quadriplégico: ‘Não importa, vou servir a Deus mesmo assim’