in

Flordelis não aparece em delegacia para explicar adoção ilegal

A cantora gospel e deputada Flordelis (PSD) não compareceu nesta segunda-feira (20) na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Niterói, onde era aguardada para explicar por que manteve uma adolescente em sua casa por oito anos, como se fosse sua filha, depois que os pais biológicos da jovem, que hoje tem 17 anos, disseram à polícia que não haviam autorizado a guarda da menina para Flordelis.

Publicidade

Os advogados da parlamentar avisaram que ela não poderia comparecer para prestar seu depoimento porque tinha outros compromissos na mesma data, e que já solicitaram que fosse marcado um novo dia para que ela compareça à delegacia.

Os pais da jovem em questão disseram às autoridades que sua filha desapareceu há 8 anos, depois que foi brincar na casa de uma conhecida de seu avô paterno.

PUBLICIDADE

A jovem foi levada para casa de Flordelis por André Luiz de Oliveira, que é filho adotivo da cantora gospel com o pastor Anderson do Carmo, que foi assassinado em junho de 2019.

Ao jornal Extra, Flordelis disse que entrou com um pedido em 2014 no Conselho Tutelar, para garantir os estudos da jovem, e que pensava que isso, por si só, já era uma espécie de adoção.

Publicidade

Ciência captura reação exata de cérebro que teve experiência com Deus

Assembleia de Deus em MT perde mais um pastor para a Covid-19