Conecte-se conosco

Gospel

Globo terá dificuldade em escolher músicas evangélicas para sua novela gospel

Publicado

em

"Vai na Fé" deverá apresentar uma trilha sonora com canções gospel mais ouvidas no País - Fotos: Reprodução/Redes Sociais

A Rede Globo vem investindo pesado na primeira novela gospel da história do canal. “Vai na Fé” deve estrear no horário das 19h entre fevereiro e março de 2023. Escrita por Rosane Svartman e protagonizada por Sheron Menezzes, a novela deverá apresentar uma trilha sonora com canções gospel mais ouvidas no País.

Segundo uma reportagem do site Na Telinha, os produtores esbarram em um problema, que já era esperado por eles; a liberação das músicas pelos cantores gospel. Isso porque, a Globo é o canal que tem levantado críticas do povo evangélico, e muitos deles criticam quando cantores cristãos aparecem em uma programação da emissora.

Mesmo diante desta dificuldade, a nova cúpula de dramaturgia, comandada por José Luiz Villamarim, já havia pedido para os autores projetos que abraçassem o público evangélico, por conta do crescimento da religião nos últimos anos. Para eles, os evangélicos são uma fatia importante do país e não podem mais serem ignorados pelo principal produto de dramaturgia da emissora carioca.

“Produtores musicais da Globo já estão em campo para abrir negociações para ter uma trilha sonora que seja considerada ideal. Na visão deles, é imprescindível que músicas icônicas para evangélicos e que tenham furado a bolha da igreja e atingido a população como um todo, esteja na novela. Mas a tarefa não será tão simples”, diz o site.

Segundo o portal, na lista da trilha sugerida constam algumas músicas do Diante do Trono, liderado pela cantora gospel Ana Paula Valadão. Ana Paula já foi figurinha carimbada na Globo, estando em diversos programas, mas ter uma das canções da pastora da Igreja Batista da Lagoinha será tarefa difícil, tendo em vista que ela e a Globo travam na Justiça uma ação envolvendo uma quebra de contrato.

A Globo entrou com uma ação na Justiça em 2015 contra o Diante do Trono e sua líder, a cantora gospel e pastora Ana Paula Valadão, e cobra um valor milionário. Na época, o Diante do Trono foi acusado pela Globo e Som Livre de não cumprir o acordo que previa o lançamento de um álbum por ano com músicas exclusivas.

Publicidade

Como resultado, pediu uma indenização por perdas e danos materiais na Justiça do Rio de Janeiro. Nessa ação, a Globo pediu R$ 272,1 mil e venceu em todas as instâncias, inclusive no STJ (Superior Tribunal de Justiça). O valor atualizado já está em R$ 1,078 milhão.

Bruna Karla, Eyshila Santos, Fernanda Brum e Thales Roberto possuem ligações umbilicais com líderes que são profundos críticos da Globo, como é o caso do pastor Silas Malafaia. Na visão dos produtores, isso pode dificultar as negociações, informou o Na Telinha.

Tirando esses casos, a Globo pode negociar com outros cantores “mais tranquilos” e que vem aparecendo na emissora nos últimos tempos, como Aline Barros, Regis Danese, Casa Worship, Isadora Pompeo, Ton Carfi, entre outros. Além disso, a cantora Priscilla Alcantara pode virar opção, já que tem diversas músicas gospel gravadas na carreira, sem contar que a ex-gospel foi contratada pela emissora como apresentadora.

Publicidade

Procurada pela reportagem, a Globo informou que essa etapa, de definir a trilha sonora da novela, ainda nem começou a ser feita.

+ Acessadas da Semana