in

Ana Paula Valadão e outros artistas gospel repudiam racismo nos EUA

Cantores gospel brasileiros e outros artistas evangélicos demostraram repúdio à morte de George Floyd, que teve o pescoço pressionado por um policial branco na última semana em Minneapolis, e que acabou desencadeando protestos em todo o país desde então.

Publicidade

Na semana passada, André Valadão, que mora em Orlando (EUA) há alguns anos, disse que o racismo nos Estados Unidos é algo “nojento”, e se mostrou indignado com a morte de George Floyd.

Nesse fim de semana, outros nomes fizeram coro aos protestos nas redes sociais.

A cantora gospel Ana Paula Valadão, irmã de André, que mora em Miami (EUA), publicou fotos de policiais americanos aderindo aos protestos anti-racistas no país.

“Que imagens poderosas! 😭❤️ 2 Coríntios 5:18 “Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação” 🙌🏿🙌🏻 Temos orado por um avivamento no #SulDaFlorida. Atitudes poderosas como essas começaram aqui e vão se espalhar, porque o amor vence o ódio”, publicou a líder do Diante do Trono.

O cantor gospel Isaias Saad publicou as mesmas imagens em suas redes, com uma frase na legenda do líder Martin Luther King, ícone do movimento contra o racismo na história.

PUBLICIDADE

‪”A escuridão não pode expulsar a escuridão, apenas a luz pode fazer isso.‬
‪O ódio não pode expulsar o ódio, só o amor pode fazer isso.‬ ‪[Martin Luther King]‬”, escreveu.

A pastora Isa Reis, que também é negra, reproduziu as falas de George Floyd ao policial sobre não estar conseguindo respirar, e afirmou que atualmente estão tentando silenciar as pessoas pretas, mas que agora o racismo está sendo filmado.

Durante o congresso Gideões onde ministrava anos atrás, inclusive, Isa chegou a sofrer ataques considerados racistas do pastor Abílio Santana, que sugeriu durante pregação que o cabelo da pastora era “pixaim”.

“O “gigante gentil” como era chamado por clientes no restaurante onde trabalhava, George Floyd, morto por polícias nos EUA. A frase dele em agonia : Eu não consigo respirar! É assim que gerações lidam com o racismo, SILÊNCIAR! Mas está sendo filmado”, escreveu a pastora em suas redes.

Publicidade

Filho da cantora gospel Eyshila se declara para namorado em aniversário

Jotta A lançará álbum de pop e reggaeton em breve, após sair do gospel