in

Ludmila Ferber diz que se curou da Covid com tratamento precoce

Pastora e cantora gospel Ludmila Ferber - Foto: Reprodução

A pastora Ludmila Ferber, uma das maiores cantoras gospel do Brasil, disse que venceu a Covid-19, o novo coronavírus, em setembro do ano passado. Ela que trava uma batalha contra um câncer no pulmão, não apresentou piora, mesmo a doença sendo conhecida por afetar gravemente os pulmões. Segundo a cantora, o sucesso da cura foi possível por adotar o protocolo do tratamento precoce.

Publicidade

Ao lado do pastor e ex-senador Magno Malta, a pastora revelou que contraiu a Covid-19 em setembro de 2020, felizmente ela não apresentou sintomas graves da doença, mesmo enfrentando um câncer há três anos. Ela testemunhou que ela e sua família, que também contraíram o coronavírus, venceram a doença ao adotarem o tratamento precoce com os medicamentos cloroquina e ivermectina.

“Sim, foi em setembro do ano passado [que contraiu a Covid]. Mas eu dou graças a Deus que eu fiz o tratamento precoce. Então, eu passei pela Covid de uma forma impressionante. Estamos aí para testemunhar: funciona!”, afirmou Ludmila. “Fiz todo o protocolo. Não só eu, mas parte da minha família também fez o tratamento precoce”, completou.

Publicidade

Magno Malta, que é um dos defensores do tratamento precoce no Brasil, afirmou que há uma ‘inversão de valores’ no país e disse que muitas pessoas morreram porque negaram o protocolo do tratamento precoce.

“Então quem nega o protocolo não é negacionista, negacionista é quem quer o protocolo para que as pessoas não precisem ser entubadas e serem levadas a UTI, nós estamos vivendo uma inversão, um drama espiritual no país“, afirmou Magno Malta. Assista abaixo:

Filho de R. R. Soares nega intubação: “Está consciente”

Mariana Valadão faz mudança radical e surge de ‘undercut’