in

Igreja Presbiteriana nega apoio a partido de Bolsonaro após pastor pedir assinaturas em culto

Publicidade

A Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB), uma das mais tradicionais do país, divulgou nota oficial de repúdio à postura do pastor Emerson Patriota, que lidera a igreja da denominação em Londrina (PR) e pediu aos fieis, durante o culto, assinaturas para a criação do partido de Bolsonaro, “Aliança Pelo Brasil”.

Pastor Emerson Patriota, da Igreja Presbiteriana Central de Londrina (PR).
Pastor Emerson Patriota, da Igreja Presbiteriana Central de Londrina (PR).

“Em resolução de sua reunião ordinária em 1990, o Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil orienta seus concílios em geral que evitem apoio ostensivo a partidos políticos e que as igrejas não cedam seus templos ou locais de culto a Deus para debates ou apresentações de cunho político”, diz a nota oficial.

O texto foi assinado pelo presidente do Supremo Concílio presbiteriano, órgão máximo deliberativo da igreja, Roberto Brasileiro Silva.

Membros da denominação e outros cristãos, além de adeptos de outras religiões, criticaram a postura do pastor Emerson Patriota, que utilizou o púlpito da igreja para angariar apoio político ao presidente Jair Bolsonaro e seu novo partido em formação.

PUBLICIDADE

“Vocês viram um grande ônibus estacionado ali no nosso estacionamento escrito ‘Aliança pelo Brasil?’”, questiona o pastor da Igreja Presbiteriana.

“Esse ônibus, nós estamos fazendo um apoio a essa…esse movimento que está tendo no Brasil pra formação desse partido político (…) encabeçado pelo nosso presidente Jair Messias Bolsonaro”, afirma, dizendo que o “pessoal do cartório” estaria no estacionamento da igreja para “facilitar todo esse processo” [de coleta de assinaturas para a criação da nova sigla].

O ato gerou críticas nas redes sociais, e será investigado pelo Ministério Público Eleitoral, pois a conduta possivelmente configura crime eleitoral, tendo em vista que igrejas não podem promover partidos políticos ou angariar votos a religiosos.

Publicidade

Vídeo: Pastor metodista morre em frente aos fieis enquanto pregava

Felippe Valadão diz que chuvas em Belo Horizonte não são castigo de Deus