in

Pastor pede perdão após agredir esposa sem saber que estava ao vivo

O pastor Edson Araújo, que lidera uma igreja da Deus é Amor em São Paulo (SP), chocou os fieis e causou revolta neste fim de semana após aparecer agredindo verbalmente a esposa, sem saber que estava ao vivo na internet.

Publicidade

Neste domingo (20), o religioso fez outra transmissão, mas desta vez para pedir desculpas, após a repercussão negativa de sua atitude.

“Eu quero aqui, de antemão, primeiro a Deus, eu quero pedir o meu perdão publicamente e perdão a minha esposa Débora, pela minha atitude, erro e falha. Quero pedir perdão para o meu pastor Elias e a minha família, e a dela, e a todos os pastores que confiaram e permaneceram confiantes no meu trabalho”, disse Edson.

O pastor tentou explicar o contexto da situação, e o motivo dele ter desrespeitado a esposa, com quem disse ter uma boa relação.

PUBLICIDADE

“Ontem nós estávamos em cima do horário de fazer o culto, e nós não tínhamos uma posição correta do equipamento, então eu simplesmente me levantei e fui tentar arrumar, e ai acabou derrubando outro aparelho de celular que faz a transmissão de hinos. Então, acabou destruindo aquele aparelho e caiu no chão. Eu fui ali de uma forma imprudente, de um forma incorreta que não poderia agir daquela conduta e da forma que eu agi, eu direcionei uma palavra, nunca tivemos nenhum tipo de problema”, conta.

O pastor Edson considera que errou, e que nada justifica sua atitude grosseira, que ele diz não combinar com sua índole, e lembrou que está convivendo com Débora há pelo menos 4 anos.

“Quatro anos que nós convivemos, estamos juntos e abraçando a obra do Senhor e por um momento, verdadeiramente pela minha falha, eu assumo publicamente o meu erro e ter direcionado uma palavra incorreta e imprudente. E uma atitude que não é cabível a minha pessoa e a minha índole”, afirmou.

Publicidade

Igreja Batista da Lagoinha é alvo de protestos contra a homofobia em BH

Justiça condena empresa por vender ingressos duplicados de Leonardo Gonçalves