Pastor tira própria vida após forte depressão e família fica arrasada

O pastor evangélico Jarrid Wilson, que mantinha um ministério de apoio à luta contra a depressão, acabou se suicidando esta semana na Califórnia, aos 30 anos.

Pastor Jarrid, sua esposa e filhos.
Pastor Jarrid, sua esposa e filhos.

Através de suas redes sociais, o pastor compartilhava com os seguidores sobre sua própria luta contra o mal da depressão. Ao longo dessa segunda-feira, Wilson incentivou seus seguidores no Twitter a lembrar que Jesus oferece consolo àqueles que sofrem com problemas emocionais.

“Amar a Jesus nem sempre cura pensamentos suicidas. Amar a Jesus nem sempre cura a depressão. Amar Jesus nem sempre cura o TEPT. Amar a Jesus nem sempre cura a ansiedade. Mas isso não significa que Jesus não nos oferece companhia e consolo. Ele sempre faz isso”, escreveu o pastor às 14h. Ele se suicidou horas depois.

A esposa do religioso, Julianne Wilson, publicou nas redes uma homenagem ao marido, afirmando que agora ele está livre de qualquer opressão causada pela depressão.

“Não há mais dor, não há mais luta. Você está completo e finalmente está livre”, escreveu a viúva.

“O suicídio não recebe a última palavra. Eu não vou deixar. Você sempre dizia: ‘A esperança recebe a última palavra. Jesus faz isso’”, completou.

Jarrid Wilson partiu deixando dois filhos, Finch e Denham, além de sua esposa, seus pais e seus irmãos.