Sogra detona cantora gospel Flordelis para a polícia: “Não tenho mais nora”

A cantora gospel e deputada federal Flordelis (PSD) foi bastante criticada por sua sogra, Maria Edna Virginio do Carmo Oliveira, de 64 anos, mãe do pastor Anderson do Carmo, marido de Flordelis, que foi assassinado no último dia 16 de junho.

Cantora gospel Flordelis (à esquerda), mãe e irmã de Anderson do Carmo (à direita).
Cantora gospel Flordelis (à esquerda), mãe e irmã de Anderson do Carmo (à direita).

Maria Edna falou à polícia em depoimento prestado na manhã de ontem (24) em Niterói (RJ), quando acabou rompendo com a cantora gospel: “Deixa eu te falar? Esquece de minha nora. Eu não tenho mais nora”, disse ela à imprensa após prestar depoimento.

A família do pastor chegou a constituir um advogado para acompanhar as investigações, por acharem que Flordelis estivesse atrapalhando as investigações.

Tal suspeita foi confirmada ontem, quando a mãe de Anderson do Carmo disse não querer falar nada com Flordelis: “Nem um pouco. E está tudo bem”, declarou.

A cantora gospel teve poucos momentos de paz após o assassinato de seu esposo. Três filhos de Flordelis romperam com ela recentemente, e ela teve até que fechar uma de suas igrejas por falta de pastores.

A Polícia Civil ainda tenta localizar o celular do pastor morto. Segundo um dos filhos da deputada, ele teria sido entregue a Flordelis após o crime, mas ela disse não se lembrar disso.

Dois filhos da cantora gospel seguem presos desde o crime. Um deles, Flávio dos Santos, chegou a confessar ter atirado 6 vezes contra Anderson, segundo a polícia, mas os advogados dele negam tal ato. O mais novo, Lucas, teria sido o responsável pela compra da arma.

Flordelis nega qualquer participação no crime, e não quis comentar as declarações dadas pela sogra.