in

Técnica se demite após time contratar goleiro Bruno: ‘Não posso compactuar’

O time feminino Rio Branco-AC está passando por dificuldades depois que decidiu contratar Bruno, ex-goleiro do Flamengo condenado pela justiça por ter matado a ex-esposa Eliza Samúdio.

Publicidade

Além de perder o único patrocinador que tinha, a técnica do time, Rose Costa, disse ao portal UOL que estava se demitindo, por não concordar com a contratação do goleiro.

“Sou profissional de Educação Física há mais de 30 anos, sei que o esporte de rendimento – principalmente o futebol – tem uma conotação importante de formação cidadã. O atleta não é um mero profissional, ele é um exemplo para a sociedade, para os jovens. E como um homem que cometeu um crime bárbaro como esse pode ser exemplo para alguém?”, questionou.

A técnica disse que acha a ressocialização um instrumento importante no cumprimento de penas, mas considera que Bruno poderia fazer outra coisa que não fosse tida como exemplo pelos jovens, como o futebol é.

PUBLICIDADE

“Eu não acredito que a justiça tenha sido feita. Acho, sim, que a ressocialização é importante, mas, será que em sete anos de prisão ele não teve tempo de aprender outro tipo de trabalho?”, afirmou.

Rose Costa disse que sair do time é o melhor exemplo de solidariedade e sororidade que ela poderia dar às atletas que se inspiram nela.

“Se a lei é omissa e entende que esse homem cumpriu sua pena, não posso interferir, afinal, não sou formada em Direito. Só que não posso compactuar com isso. Não posso manchar minha história no esporte, até porque, eu sempre digo: nunca será só futebol. É solidariedade e sororidade, também, muito além da prática esportiva. Tenho obrigação de ser um exemplo para as minhas atletas, e esse é o melhor exemplo que posso dar”, concluiu.

Publicidade

Vacina da Johnson e Johnson neutraliza Covid-19 com uma única dose

Primeira-dama Michelle Bolsonaro testa positivo para Covid-19