in

Caso Flordelis: Yvelise de Oliveira depõe sobre celular de pastor morto

Yvelise de Oliveira prestou depoimento ontem (11) na Delegacia de Homicídios e Niterói (RJ), para explicar por que o celular do pastor Anderson do Carmo conectou-se à rede Wi-Fi de sua casa, horas após ele ser assassinado no ano passado.

Publicidade
Yvelise de Oliveira chega com advogada em delegacia de Niterói (RJ).
Yvelise de Oliveira chega com advogada em delegacia de Niterói (RJ).

Yvelise é presidente da MK Music, gravadora gospel da cantora Flordelis, ex-esposa do pastor assassinado, que também é investigada pelo crime. Além disso, Yvelise é esposa do senador Arolde de Oliveira (PSD), um dos líderes do partido de Flordelis. Arolde não é investigado.

A socialite evangélica chegou para depor por volta das 15h e só saiu perto das 18h, mas não falou com a imprensa. Ela já havia faltado anteriormente ao depoimento, alegando problemas de saúde.

Após ter seu nome envolvido no escândalo da morte do pastor Anderson do Carmo, Yvelise foi defendida pelo marido nas redes sociais, que considerou estar sendo vítima de uma “mentira deslavada”, e chegou até a levantar a suspeita de ter sido vítima de “clonagem”.

Os investigadores da Polícia Civil descobriram que o celular do pastor Anderson do Carmo, que está desaparecido até hoje, foi conectado ao Wi-Fi da casa de Yvelise e Arolde de Oliveira, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, horas após o crime.

PUBLICIDADE

Além disso, foi adicionado ao aparelho um chip registrado em nome de Yvelise. O advogado da família do pastor assassinado, que acompanha as investigações, disse que a própria Yvelise é quem deveria explicar o motivo dos registros em seu nome no celular do falecido.

“Esse aparelho se conectou ao Wi-Fi da casa dela. Não há pessoa melhor que ela para explicar como isso pode ter acontecido”, afirmou.

A Polícia Civil continua as investigações para saber se há mais envolvidos no crime. Dois filhos de Flordelis já se tornaram réus confessos pelo assassinato.

Publicidade

Mulher baleada por ex ressuscita após oração do pai: “Deus existe! Deus é vivo”

Não adianta parecer um santo na igreja mas agir como um demônio em casa