Conecte-se conosco

Minas Gerais

Gustavo Mendes poderá ser denunciado por mentir sobre agressão em MG

Publicado

em

Humorista Gustavo Mendes não sofreu tentativa de assalto e foi vítima de lesão corporal, diz Polícia de MG - Imagem/Reprodução

Em entrevista à imprensa, a Polícia Civil de Juiz de Fora, MG, afirma que o humorista Gustavo Mendes não foi assaltado, como havia sido cogitado inicialmente, e sim que ele e o agressor teriam se desentendido antes da agressão.

Segundo o delegado Daniel Buchmuller, a investigação está dividida em duas fases. A primeira delas é da acusação feita por Gustavo, que alega ter sofrido uma tentativa de assalto e a conclusão da polícia é de que houve uma lesão corporal.

“Nós tivemos acesso a diversas câmeras de segurança que estavam nos locais e conseguimos averiguar que, na verdade, o Gustavo teve uma animosidade com o agressor minutos antes. Logo após o agressor retorna ao local e eles têm uma nova discussão. O agressor, não satisfeito, pega duas pedras e acerta a cabeça no Gustavo. Nesse momento o Gustavo inicia uma perseguição, porque o agressor evade do local”, relata o delegado.

A segunda fase da investigação vai apurar a motivação da agressão e a conduta de Gustavo. Caso fique comprovado que a vítima mentiu dolosamente, alegando que teria sofrido uma tentativa de assalto, ele poderá responder pelo crime de denunciação caluniosa.

Gustavo usou seu Instagram, na quarta-feira (11/01), para rebater as acusações de que teria mentido sobre o caso.

“Ele (o agressor) e a esposa foram facilmente identificados porque, segundo os próprios policiais, já cometiam furtos aqui, já eram conhecidos da polícia. Mas, de repente, no meu caso, segundo o delegado, não foi furto, foi só uma agressão (…) O cara atravessa a rua, vem na minha direção – e isso tá nas imagens -, coloca a mão debaixo da blusa simulando uma arma. Eu vejo que ele não tá armado. Ele vem pra cima de um amigo meu, que tá com celular. Eu interrompo aquilo, entro no meio da situação pra amedrontar ele. Ele sai amedrontado, pega duas pedras e me dá”, disse ele.

Publicidade

Ele questiona qual teria sido a discussão e continua: “Então, traga esse cara a público, já que já sabem quem é. Traga o cara e pergunte qual foi a situação. Se não foi tentativa de assalto, o que foi?”, pondera. Assista o video:

+ Acessadas da Semana