Ana Paula Valadão posta foto com garrafas de vinho e gera polêmica

Ak52R8MS2OYhAfGQRbXXuUBteE6wGan2zTlxxh2DVSsN

Ana Paula Valadão publicou em seu Instagram oficial hoje (14) uma foto com a cantora Nívea Soares, em que a ex-back vocal do Diante do Trono cozinha para Ana. As duas são amigas de longa data.

Na imagem, no entanto, um seguidor questionou Ana Paula sobre a presença de duas garrafas de vinho ao fundo da imagem. As garrafas denotam a ideia de que foram utilizadas na receita preparada por Nívea. Não precisou de muito para que uma enxurrada de comentários na imagem fosse feita pelos outros seguidores das duas cantoras.

Ap0LCF2zG38IRU9FKnX1bJZ51s8BQlA3s9RdmE8-L20r

A grande maioria defende o ato das duas, lembrando que a bebida é utilizada em receitas gastronômicas, e que o álcool evapora facilmente, principalmente em contato com o fogo, deixando apenas o suco de uva na receita. Houve quem dissesse também que Ana Paula e Nívea Soares são vítimas de pessoas mal intencionadas, que sempre polemizam suas publicações no Instagram e nas outras redes sociais por meio de comentários dúbios.

Até o momento, ao contrário do que aconteceu quando foi criticada por suas roupas, Ana Paula não comentou o ocorrido, tampouco Nívea Soares, que limitou-se a dizer que amou o jantar e que o encontro teria “repeteco”.

AlEL-OkXZ7GeONYr5jrIGlXBuzNIXS-EYSN9mPijj5WD

Álcool na cozinha
Não há base bíblica para dizer que Deus condena o álcool. O que a Bíblia condena é o excesso, que deixa as pessoas foras de si, sem o mínimo de compreensão para entender seus atos. Tudo mais que tira do ser-humano seu poder de decisão e consciência é condenada pelas Escrituras Sagradas, e isso inclui não só o excesso e álcool, mas também outros vícios que nos tornam dependentes. Jesus transformou água em vinho, e o vinho da época de Jesus possuía álcool, senão não seria vinho, e sim suco de uva. Se fosse algo que Deus condena de todas as formas, porque então o Filho de Deus o produziu (em larga escala) numa festa de casamento? Isso só corrobora que o pecado, repito, é o excesso, não a coisa em si. Na culinária o vinho é um poderoso ingrediente, usado em todo o mundo. Se privar disso “por causa de Deus” mostra apenas uma coisa: imaturidade espiritual.

Tadeu Ribeiro
[email protected]