Retrospectiva: As 10 maiores polêmicas gospel de 2015

O ano de 2015 está acabando, e com ele vão-se várias polêmicas que rodearam o meio cristão durante os meses que passaram. Teve de tudo: brigas, divórcios, desentendimentos etc. Alguns com finais felizes, outros nem tanto. Muitos, inclusive, tornaram-se menos assíduos nos cultos ou até mesmo deixaram a igreja por conta de tantos escândalos envolvendo líderes musicais ou religiosos, ainda que o erro do outro não seja suficiente para nos fazer errar também.

Listamos abaixo os principais acontecimentos:

1. Hillsong se explica por permitir gays em seu coral

hillsong casal gay

A maior igreja do mundo, que se prepara para lançar sua primeira filial no Brasil em 2016, enfrentou problemas esse ano após a imprensa internacional divulgar que dois homens que faziam parte de seu coral eram noivos. Trata-se de Josh Candfiel e Reed Kelly, que, segundo o Christian Today, haviam se assumido gays para a liderança da Hillsong, que os apoiou. A notícia foi destaque não só nos Estados Unidos, mas também aqui no Brasil, fazendo com que o pastor-sênior da igreja, Brian Houston, publicasse uma nota oficial afirmando que, de fato, eles faziam parte do coral, mas a administração da instituição não sabia que eles eram gays. O que foi desmentido pelo casal através do Facebook: “Fomos abertos desde o início” (Saiba mais).

2. Leonardo Gonçalves e Daniela Araújo ensaiam divórcio

DANIELLA-E-LEONARDO-GONCALVES

Um dos casais mais fofos do meio evangélico, Leo Gonçalves e Dani Araújo deram entrada no pedido de divórcio litigioso na justiça brasileira, deixando os seguidores atiçados. Para a felicidade de todo mundo, eles desistiram da ação e continuam juntos (Saiba mais).

3. Jotta A em trabalho de umbanda

jotta a macumba

Circulou na internet imagens do cantor Jotta A possivelmente em frente a um “despacho de macumba”, ou trabalho de umbanda. O cantor gospel veio a público desmentir as afirmações e reafirmar seu compromisso com Deus e dizer que foi vítima de montagem, mas um designer profissional contestou a versão e disse que “dificilmente alguém manipularia as imagens em 3 posições diferentes” (Saiba mais).

4. Fernanda Brum e a idolatria ao cabelo

brum cabelo

A cantora Fernanda Brum, conhecida por seu cabelo grande e preto, usou seu Facebook para criticar aqueles que tratam seu cabelo como “patrimônio público ou religioso”, indicando que iria mudar sua aparência. Ela “puxou a orelha” daqueles que não recebem com bons olhos mudanças em seu visual, e afirmou que foi vítima de alopecia (doença que causa calvície) e que estava curada (Saiba mais).

5. Profecia de morte para Damares

damares morte

A cantora Damares recebeu uma profecia vinda da Bahia, onde uma suposta missionária previu sua morte em sonho. Ela disse que acordou de madrugada com uma “visão” de Deus, onde um véu preto se rasgava e haviam muitas mortes e catástrofes naturais, até que ela vê o caixão que seria da cantora Damares. O caso ganhou repercussão também após o desastre do rompimento da barragem da Samarco em Mariana (Saiba mais).

6. Ana Paula Valadão responde críticas no Instagram sobre suas roupas

ana-paula-valadão-2015

A líder do Diante do Trono respondeu as críticas de uma seguidora em seu Instagram, numa foto de uma roupa da coleção feminina da DT Wear (loja de roupas do Diante do Trono). A seguidora falou sobre o “comércio” que estava sendo feito por Ana Paula, e a cantora respondeu dizendo que aquele era o trabalho dela, e que só compra quem quer. Pediu, ainda, que se não fosse pra abençoar, que ela não lançasse palavras árduas sobre ela e seu ministério, deixando-a triste (Saiba mais). E essa não foi a única polêmica que Ana se meteu: uma foto cozinhando com Nívea Soares e a presença de uma garrafa de vinho dividiu seus seguidores, entre os que a defendiam, e os que demonizavam a presença da bebida alcóolica (Saiba também).

7. Andressa Urach agora é Universal

andressa-urach-templo-de-salomao

Andressa Urach já foi repórter, vice-miss bumbum, e ficou famosa após passar por problemas com o uso de hidrogel, que quase lhe custou a vida. Após sair curada do tratamento, a loira decidiu tornar-se evangélica na Universal, ganhou contrato com a Record e salário fixo (para não fazer nada, até hoje), além de publicar uma biografia escrita por Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo da TV Record. No livro ela diz que já fez sexo com o avô, irmão, pai e até com um cachorro, e chegou a ser constrangida em um programa da própria emissora do bispo Macedo, no Balanço Geral, onde foi chamada de “sem-vergonha” (Saiba mais).

8. Assembleia de Deus muda estatuto para permitir divórcio

AD Madureira

É isso mesmo: se você não sabia, nesse ano de 2015 até o divórcio de líderes foi liberado pela Assembleia de Deus. Mas apenas para líderes. Se você for um ‘simples membro’ a regra continua a de que não pode casar mas de uma vez. A decisão foi ratificada este ano no CONAMAD (Convenção Nacional das Assembleias de Deus Ministério Madureira), que ocorreu no mês de julho em Brasília e contou com a participação dos líderes da denominação, que assinaram o acordo (Saiba mais).

9. O ano dos boicotes evangélicos

boticario

Nunca se boicotou tanto quanto esse ano, pelo menos em tese. Encabeçados pelos pastores Marco Feliciano e Silas Malafaia, diversas campanhas foram apontadas como “demoníacas” e que deveriam ser alvo de boicote da “classe evangélica” segundo esses líderes. Tudo por conta dos gays: Feliciano propôs boicote à Natura por patrocinar uma novela global que tinha um casal gay; Malafaia propôs boicote ao O Boticário por exibir casal gay em uma propaganda de dia dos namorados e por aí vai. Na prática, nenhuma empresa teve seus lucros afetados, e os boicotes não passaram de burburinhos (Saiba mais).

10. Thalles Roberto muito, muito, muito ‘acima da média’

thalles_banner

A última posição é dele, mas não se engane: Thalles protagonizou as maiores polêmicas do ano, afirmando que era “acima da média”, “ganhava mais que todo mundo” e que agora iria se dedicar a música secular porque música gospel “todo mundo faz”. Ele menosprezou o ‘resto’ do segmento, que contra-atacou com mensagens duras, de Leonardo Gonçalves, Trazendo a Arca, Vanilda Bordieri, dentre outros. O cantor pediu desculpas ao público e aos cantores depois, mas sua imagem continua manchada desde então, apesar dele ter se recolhido e não termos visto ele metido em mais nenhum problema nos últimos meses (Saiba mais).


 

Foi um ano cheio de dificuldades em todas as áreas e, sem dúvidas, um ano muito movimentado no meio cristão também. Esperamos que em 2016 hajam menos brigas, menos separações e muito mais amor entre todos nós. Que Deus nos conceda um ano longe do mal e bem próximo dele e de seu Trono.

Tadeu Ribeiro
[email protected]