Cantor de Portugal é acusado de plagiar música gospel brasileira

A Europa possui uma importante competição que tem como fim eleger a melhor música autoral do continente, por meio do voto popular. Cada país faz sua própria disputa, e ao final todos os vencedores se enfrentam num evento que une os países da união europeia. Em Portugal, no entanto, o programa “Festival da Canção”, que é transmitido na TV aberta, está enfrentando uma polêmica por conta de uma música religiosa.

Diogo Piçarra se apresenta no Festival da Canção em Portugal.

Uma música de um cantor, que está entre as favoritas no país, está sendo acusada de ser um plágio de outra música gospel aqui do Brasil. Trata-se de “Canção do fim”, interpretada e de autoria de Diogo Piçarra. Os internautas comparam a música dele desde o último domingo (25), quando ele a apresentou pela primeira vez, com a canção “Abre os meus olhos”, gravada pelo cantor gospel brasileiro Walter McCallister Jr, filho do fundador da igreja evangélica Cristã Nova Vida, em 1986.

 

Diogo Piçarra se defendeu através de suas redes sociais, e disse que trata-se apenas de coincidência: “A minha consciência está tranquila na medida em que eu próprio sou quem está mais surpreendido no meio disto tudo: nasci em 1990, não sou crente e nem religioso, e agora descobrir que uma música evangélica se assemelha a algo que tu criaste, é algo espantoso e no mínimo irônico. Desconhecia por completo o tema e continuarei a defender a minha música por acreditar que foi criada sem segundas intenções”, garantiu.

A internet, no entanto, não descarta a possibilidade de plágio. Confira abaixo os vídeos das duas canções e compare:

E aí, parecem mesmo ou é só coincidência, como defendeu o cantor?

Tadeu Ribeiro
[email protected]