Fragmento da coroa de espinhos de Jesus Cristo é salva de incêndio em Notre-Dame

Patrick Chauvet, que é reitor da catedral de Notre-Dame de Paris, revelou hoje que o famoso fragmento da coroa de espinhos com a qual Jesus Cristo teria sido coroado antes de sua crucificação e a túnica de Saint-Louis estão a salvo.

Coroa de espinhos de Jesus Cristo armazenada em Notre-Dame.
Coroa de espinhos de Jesus Cristo armazenada em Notre-Dame.

Essas relíquias foram ameaçadas por um incêndio trágico de grandes proporções que atingiu a catedral nesta segunda-feira (15).

As informações sobre a estrutura do prédio seguem de forma divergente entre os veículos de imprensa no país, mas após o incêndio os bombeiros de Paris disseram claramente que “a estrutura de Notre-Dame será salva e preservada em sua totalidade”.

Emmanuel Grégoire, vice-prefeito de Paris, revelou que um grupo foi montado para tentar tirar do interior da igreja as diversas obras de arte que abrigava.

Infelizmente, algumas coisas não puderam ser preservadas. Parte da torre e o teto da igreja acabaram caindo. Não há informação sobre a existência de feridos, ou ainda o que acabou causando o incêndio.

Apesar disso, há informações que apontam que as primeiras chamas foram notadas em uma área que estava passando por restauração. Na semana passada, cerca de 16 estátuas de cobre foram retiradas do local por causa das obras, e transportadas para outros lugares.

A Catedral de Notre-Dame, é uma das mais importantes e famosas igrejas de Paris e do mundo. Dedicada a Maria, mãe de Jesus Cristo, a obra monumental foi construída entre 1160 e 1345, em estilo gótico. Ao longo dos séculos, a catedral acabou sendo palco de cerimônias celtas e romanas, além de ter inspirado o clássico romance da literatura mundial conhecido como O Corcunda de Notre-Dame, do escritor francês Victor Hugo, publicado em 1831.