Tonzão diz que saiu do gospel porque queria extravasar: “Sou isso aí”

Uma decisão polêmica: o funkeiro Tonzão abandonou a carreira na música gospel e se desvinculou da igreja onde era membro. Agora ele veio a público nas redes sociais se explicar e reiterar que sua decisão não foi tomada somente porque foi flagrado em um baile funk.

“Eu não pausei a carreira por vergonha de ser flagrado em baile funk! É só ver minhas últimas postagens e reparar as datas! Na realidade as pessoas têm inveja da minha personalidade pois sou livre e sincero, eu parei a carreira muito antes quando já estava me dando vontade de extravasar devido às minhas fraquezas”, afirmou o cantor.

Tonzão se tornou conhecido no meio gospel brasileiro por conta de sua fama pregressa no funk, e também por conta da música Passinho do Abençoado, que se popularizou entre os evangélicos em vídeos e memes da internet.

Ele também causou polêmica após publicar uma foto usando uma meia com estampa de folhas de maconha, confira.

Ao longo da última semana, Tonzão esteve no centro das discussões nas redes sociais por conta do vídeo que o mostrava participando de um baile funk. Após a polêmica estar instalada, sua esposa veio a público e revelou as dificuldades que vinham enfrentando e pediu orações pelo marido, que ela considera que nunca “foi liberto” do funk.

Agora, Tonzão afirmou que sua decisão não teve motivação financeira: “Não é por falta de agenda, pois o carinho que conquistei e o respeito do povo é tão grande que mesmo dessa forma tem milhares de igrejas me ligando e dizendo que me aceitam assim mesmo por que me amam! Eu tinha muitas agendas marcadas, inclusive meu carnaval seria todo fora do RJ e por um valor alto, e com os ministérios mais respeitados do Brasil”.

Segundo o funkeiro, o cancelamento de sua agenda está sendo feito de forma apropriada pela equipe responsável: “Meu escritório está devolvendo os valores já depositados […] E eu fico feliz pois teve um povo que nem quis o valor de volta ofertaram na minha vida com amor!”, revelou.

Ao final, demonstrou que não se preocupa com a opinião crítica da maioria dos evangélicos: “Respeitem minha história. Podem criticar, falar o que quiser [sic], mas não foi por flagra que parei […] Me programei para esse momento e estou preparado para tudo. Se quiser me ajudar, me ajuda em oração!”, salientou.

Eu não pausei a carreira por vergonha de ser flagrado em Baile funk! É só ver minhas últimas postagens e reparar as datas! Na realidade as pessoas têm inveja da minha personalidade pois sou livre e sincero, eu parei a carreira muito antes quando já estava me dando vontade de extravasar devido às minhas fraquezas, não é por falta de agenda pois o carinho que conquistei e o respeito do povo é tão grande que mesmo dessa forma tem milhares de igrejas me ligando e dizendo que me aceitam assim mesmo por que me amam! Eu tinha muitas agendas marcadas inclusive meu carnaval seria todo fora do RJ e por um valor alto, e com os ministérios mais respeitados do Brasil nos eventos que todos cantores gospel sonham em está, porém meu escritório está devolvendo os valores já depositados até por respeito ! E eu fico feliz pois teve um povo que nem quis o valor de volta ofertaram na minha vida com amor! ENTÃO RESPEITEM MINHA HISTÓRIA, PODEM CRITICAR FALAR O QUE QUISER, MAS NÃO FOI POR FLAGRA QUE PAREI A CARREIRA E NEM ESSAS HISTORINHAS! EU ME PROGRAMEI PRA ESSE MOMENTO E ESTOU PREPARADO PARA TUDO! SE QUISER ME AJUDAR ME AJUDA EM ORAÇÃO!MAS ENTENDAM QUE EU TOMEI MINHA DECISÃO E SOU HOMEM PRA BOTAR A CARA E ASSUMIR MINHA RESPONSA !! E É O 150 BPM MESMO SOU FUNKEIRO SOU FAVELADO SOU ISSO AIIIIIIIII QUE DEUS CUIDE DE VOCÊS QUE ESTÃO FIRMES PARA QUE NÃO CAIAM!

Uma publicação compartilhada por Tonzão Chagas (@tonzaochagas) em

(Gospel+)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *